Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Domingo, dia 21 de Junho - portalriomaina@live.com

Geral

Unesc incentiva formação de novos professores

Unesc incentiva formação de novos professores

Na Unesc, a formação de novos professores é feita de maneira diferenciada. Além do ensino em sala de aula, os acadêmicos dos cursos de Licenciatura podem participar, ao longo da graduação, de programas que levam os estudantes para o ambiente escolar, envolvendo professores da Universidade e de unidades de ensino de diversos municípios.

O Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), ocorre na Unesc há seis anos e mobiliza, entre docentes e alunos da Instituição e professores de escolas públicas, 240 pessoas. Já o Programa de Residência Pedagógica é a novidade na Universidade. Em 2018 o programa do Governo Federal realizará suas primeiras atividades no Brasil com universidades federais e algumas comunitárias – no rol das Universidades Comunitárias, a Unesc foi escolhida na seleção pela nota do CPC (Conceito Preliminar de Curso) e pelo currículo dos professores inscritos para o programa.

Ambos os programas estão vinculados à Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), fundação vinculada ao Ministério da Educação. Na Unesc, os programas estão vinculados à Diretoria de Ensino de Graduação.

E os estudantes da Unesc e professores de escolas interessados em participar do programa podem se inscrever até o dia 27 de junho para participarem das atividades> os selecionados podem receber bolsas.

Residência Pedagógica

Segundo a coordenadora institucional do Residência Pedagógica da Unesc, Aurélia Regina Honorato, o programa qualifica a iniciação à docência e é um importante instrumento para a formação de professores. “O projeto vai ser desenvolvido junto às escolas das redes estadual e municipal de Criciúma, Cocal do Sul, Forquilhinha, Içara, Siderópolis e Araranguá que foram escolhidas pelo Ministério da Educação para receber o programa. Os residentes terão suporte de docentes da Universidade e nas escolas, vão acompanhar as atividades dos professores, que serão seus supervisores”, explica Aurélia.

Podem se inscrever para a seleção do programa os acadêmicos dos cursos de Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Geografia, História, Letras, Matemática e Pedagogia da Universidade que já tiverem cursado 50% ou mais da graduação podem participar do Programa de Residência Pedagógica.

Do edital para professores preceptores, podem participar profissionais das áreas de Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Geografia, História, Letras, Matemática e Pedagogia da rede pública de escolas selecionados pelo MEC.

Pibid

O coordenador institucional do Pibid na Unesc, Richarles de Souza Carvalho conta que o ano de 2018 marca a consolidação do programa, que passou por reformulação e traz novidades. “Temos a garantia de 18 meses de programa e nesta edição, teremos um núcleo por cidade, que trabalhará em três escolas. Os acadêmicos terão suporte de docentes na Universidade e de professores supervisores das escolas”.

As atividades serão desenvolvidas em escolas da rede estadual e municipal de Criciúma, Cocal do Sul, Forquilhinha, Içara e Siderópolis por acadêmicos dos cursos de Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Geografia, História, Letras, Matemática e Pedagogia, supervisionados por professores das respectivas áreas das escolas.

Para participar do Pibid o estudante da Unesc deve ter completado no máximo 50% do curso.

Mais informações

Residência Pedagógica

Para acadêmicos Unesc

Para professores de escolas participantes

Pibid

Para acadêmicos Unesc

Para professores de escolas participantes

Texto: Milena Nandi