Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
segunda, 24 de julho de 2017 - portalriomaina@live.com

Segurança

Policiais são lembrados por ato heróico ao salvar jornalista de afogamento

Policiais são lembrados por ato heróico ao salvar jornalista de afogamento

O policial militar Filipe Gomes de Souza e e seu primo Délvis Gomes receberam na Sessão Ordinária desta segunda feira (24/7), Moção de Aplauso por terem salvado um jovem que se afogava no rio Riachinho, em Jaguaruna. A homenagem foi de autoria do vereador Paulo Ferrarezi (PMDB), e aprovada por unanimidade pelos parlamentares. Souza foi representado pelo capitão Cichella.

O fato ocorreu no dia 15 de Junho de 2017, feriado nacional, quando o jornalista e funcionário público da Prefeitura Municipal de Criciúma, Claudeir Policarpi, se banhava no rio Riachinho, na cidade de Jaguaruna. Foi quando ele começou a se afogar e o soldado da Polícia Militar de Santa Catarina, servidor da guarnição especial de Içara (GEIc), Filipe Gomes da Rosa e seu primo Délvis Gomes da Rosa, atentos, foram responsáveis por um ato heróico, ao salvar a vida de Policarpi.

O policial militar Filipe estava pescando com alguns amigos, quando avistou Claudeir se afogando e, apesar de não possuir experiência em salvamento e técnicas de resgate aquático, o PM, instintivamente, adentrou rapidamente no rio e juntamente com seu primo Délvis, deram início ao procedimento de salvamento, “Meu instinto falou mais alto na hora em que presenciei o Policarpi se afogando. Entrei rapidamente na água, mantive a calma e a concentração, pois sabia que um erro poderia fazer eu me afogar junto com ele” disse o soldado da Polícia Militar.

A vítima foi conduzida às margens do rio em segurança, e por também trabalhar na área da saúde, dispensou os cuidados médicos, pois viu que no momento o mais importante já havia sido realizado, o salvamento.

Dias depois dos fatos, ao reencontrar os responsáveis pelo salvamento, Claudeir Policarpi, expressou seus agradecimentos. “Agradeço a Deus por colocar estes dois anjos na minha vida e a coragem de ambos, pois caso contrário eu estaria morto. Mesmo com filha pequena e com família, Filipe arriscou sua vida para me salvar. Serei grato aos dois pelo resto da minha vida”.

Texto: Daniela Savi - JP 01970/SC

GALERIA DE FOTOS