Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Domingo, dia 19 de Julho - portalriomaina@live.com

Política

Finalmente - Banco de Olhos da Região Sul começa a funcionar nesta sexta-feira

Finalmente - Banco de Olhos da Região Sul começa a funcionar nesta sexta-feira

O Banco de Olhos da Região Sul, em Criciúma, anexo ao Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (HMISC), está apto a funcionar a partir desta sexta-feira, 20. Se houver doadores de córnea, profissionais dos hospitais da Região já estão capacitados para conversar com os familiares. A Capacitação sobre Processo de Doação e Transplante de Tecido Ocular foi realizada pela Central Estadual de Transplantes de Santa Catarina (SC Transplantes) na tarde desta quinta-feira, 19, na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Criciúma, e reuniu enfermeiros, médicos e membros de direção dos hospitais São José, Materno-Infantil Santa Catarina e Unimed, de Criciúma; Regional de Araranguá; Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão; São Donato, de Içara; São Roque, de Jacinto Machado; São Roque, de Morro da Fumaça; Dom Joaquim, de Sombrio; e São Marcos, de Nova Veneza. Também participaram membros do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), Cruz Vermelha, Polícia Civil, Conselho Regional de Medicina (CRM), prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) e secretários municipais.

Até então a atividade de recepção de doações no Sul do Estado se restringia principalmente aos hospitais Regional de Araranguá; São José, de Criciúma; e Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão; e as córneas eram levadas para serem tratadas em Florianópolis.

O responsável técnico pelo Banco de Tecido Ocular de Florianópolis e agora também pelo Banco de Olhos da Região Sul, Dr. Rodrigo Cavalheiro, ficou impressionado com a estrutura do Banco em Criciúma. “É de primeiro mundo. O próximo passo é estimular os médicos da Região a começarem a fazer transplantes pelo SUS. Vamos ajudar aqui até que este Banco comece a andar sozinho”, destacou.

Próximo passo: transplantes no Sul


O secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande, lembrou que há 73 dias foi chamado na Amrec, quando os prefeitos solicitaram apoio do Governo do Estado para que o Banco de Olhos começasse a funcionar. “Tenho que enaltecer o esforço do coordenador estadual de Transplantes de Santa Catarina, Dr. Joel Andrade. O Ministério da Saúde marcou a vistoria para o próximo dia 27. Esta equipe maravilhosa que vai estar à frente do nosso Banco de Olhos, que está vindo de Florianópolis, é hoje reconhecida nacionalmente. Estou muito contente em poder dizer: está aí o Banco de Olhos da Região Sul. Nos próximos dias eu e Dr. Joel vamos voltar ao Sul para tratar também dos transplantes de córneas”, enfatizou.

Homenageados se emocionam

Além da capacitação, a quinta-feira foi marcada por homenagens a 13 pessoas e instituições que trabalharam ao longo dos anos em prol das doações de córneas no Sul do Estado e em favor do Banco de Olhos, que volta a funcionar depois de oito anos desativado, e em novas instalações.

Foram homenageados pela SC Transplantes, com a entrega de placas, o governador Eduardo Pinho Moreira, representado pelo secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande; e o próprio secretário, pelo esforço em prol da reabertura do Banco de Olhos da Região Sul.

Em nome da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o secretário Acélio Casagrande entregou placas ao oftalmologista Dr. Henrique Packter, pelo profissionalismo e pioneirismo ao realizar o primeiro transplante de córneas no Estado de Santa Catarina, no Hospital São José, em 1972; ao Hospital São José, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido em prol dos pacientes que aguardam por transplante em Santa Catarina; a Almir Fernandes de Souza, em reconhecimento ao trabalho desenvolvido de forma competente e voluntária na doação e remoção de tecidos oculares; a Eliana Andrade, presidente do Banco de Olhos da Região Sul; a Adauto de Souza; em reconhecimento ao trabalho desenvolvido no Banco de Olhos; a Tito Lívio de Assis Góes, pela assessoria jurídica ao Banco de Olhos; a Maria Dal Farra Naspolini, ex-prefeita de Criciúma que na época contribuiu com o funcionamento do Banco de Olhos; à desembargadora Janice Goulart Garcia Ubiali, que através do seu trabalho lutou para viabilizar verbas ao Banco de Olhos; à Câmara de Vereadores de Criciúma, pelo esforço feito ao longo dos anos ao prol do Banco de Olhos; a Cintya Maria Barbato, enfermeira do Banco de Olhos da Grande Florianópolis que atuará neste início das atividades no Banco de Olhos da Região Sul de Santa Catarina; e ao Dr. Joel Andrade, coordenador da SC Transplantes que, através do seu trabalho levou o Estado à liderança nacional em doadores de órgãos por milhão de população desde 2006.

 

Texto: Bruna Tomé Borges