Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
terça, 06 de junho de 2017 - portalriomaina@live.com

Tempo

Defesa Civil de Criciúma registra novas ocorrências

Defesa Civil de Criciúma registra novas ocorrências

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) de Criciúma continua em alerta com a volta das chuvas. Após ter dado trégua no sábado (3), o tempo instável voltou a predominar na região e o número de chamados atendidos pelo órgão aumentou. Desde a última quinta-feira (1°), foram listadas mais de 16 ocorrências em Criciúma.

De acordo com o coordenador da Compdec de Criciúma, Valdonir Goulart Candido, embora o tempo tenha melhorado no sábado, o órgão continuou recebendo chamados. “A Defesa Civil de Criciúma funciona 24 horas e está sempre trabalhando, seja atendendo ocorrências ou atuando na prevenção. Muitas pessoas acham que só trabalhamos quando ocorre algum fenômeno climático, mas estamos sempre zelando pela segurança da população. Porém, em tempos de chuva, como agora, aumentamos o nível de alerta, devido ao aumento no número de ocorrências”, ressalta.

Durante as últimas 48 horas, a Defesa Civil de Criciúma atendeu sete ocorrências. “No Centro, parte de um muro caiu, por isso, tivemos que interditar o calçamento naquela região para a segurança dos pedestres. No bairro Santa Catarina, recebemos chamados devido à queda de um muro de contenção e de três árvores que estão em risco”, relata Candido. Ainda foram registradas crateras no bairro Linha Anta e o desmoronamento de um poço artesiano no bairro Lote Seis. No Residencial Jardim União, um apartamento foi interditado devido a problemas no piso.

Na manhã desta terça-feira (6), no bairro Mina do Mato, os pilares de sustentação de uma casa de madeira se deslocou em virtude da ação do tempo e cupins, fazendo com que parte da estrutura desabasse. Havia um morador no local, mas ele não se feriu. “Sugerimos que ele fosse para a Casa de Passagem, mas ele preferiu ficar com parentes. A residência passará por avaliação, mas devido ao estado da estrutura, deverá ser desmanchada”, afirma o coordenador.

Conforme o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram), da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), nas últimas 72 horas, o volume de chuva em Criciúma chegou a 57,80 milímetros. “A intensidade é pequena, mas a frequência é grande. Isso faz com que o solo esteja sempre úmido, dificultando o nosso trabalho e deixando os locais ainda mais perigosos. Enquanto não parar de chover e o solo secar, estaremos em estado de alerta”, finaliza Candido.

Recomendações da Defesa Civil

Em casos de alagamentos, a Defesa Civil recomenda que a comunidade evite o contato com a água e não conduza veículos em trechos alagados, além de não transitar em pontilhões e pontes submersas. Os moradores também devem observar qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes.

Telefones úteis em caso de emergência:


Defesa Civil de Criciúma: 199 ou (48) 99164-5298
Corpo de Bombeiros Militar: 193
Polícia Militar: 190

Texto: Émerson Justo
Fotos: Divulgação/Decom