Domingo, dia 24 de Abril - portalriomaina@live.com

Segurança

Cuidados básicos no dia a dia podem evitar ocorrências de crimes

Cuidados básicos no dia a dia podem evitar ocorrências de crimes

Somente nos dois primeiros meses de 2018, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (SSP/SC)*, o estado registrou mais de mil furtos, cerca de 350 roubos e mais de 100 homicídios. Levando em consideração estes números, você tem se preocupado de forma devida com a sua segurança?

Não há como prever e todos estão sujeitos a ações de criminosos, mas existem procedimentos e comportamentos básicos orientados pelas autoridades da área de segurança, seja pública ou privada, para que os cidadãos de bem não sejam vítimas de pessoas mal intencionadas. Quem dá as dicas é o supervisor de qualidade da Empretec Vigilância Patrimonial e Tecserv Prestadora de Serviços, Volnei da Silva.

“O mais importante é se preocupar com o atrativo, com aquilo que atrai a ocorrência de um crime. De forma individual seria uma carteira, a bolsa, jóias. Ou então a casa mal cercada, sem movimento. Um carro parado em local mais escuro ou afastado. Tudo isso chama a atenção do criminoso”, alerta Volnei.

Ele afirma que o ladrão não gosta de surpresas, por isso, quando tem a intenção de furtar uma residência, por exemplo, ele costuma observá-la algumas vezes antes de agir. “Por isso é fundamental cuidar dos detalhes quando não tiver ninguém em casa. Não deixar a grama alta, evitar o acúmulo de jornais e correspondências porque isso entrega que as pessoas estão fora de casa há algum tempo. Instalar um sensor de presença, que acende as luzes quando tem movimento de pessoas, é uma boa estratégia”, destaca.

Os cuidados devem ser tomados ao chegar em casa ou na empresa também. Volnei lembra que o tempo de espera para abertura e fechamento do portão da garagem é mais do que suficiente para a ação de um ladrão que queira entrar na moradia, estabelecimento ou até mesmo roubar o automóvel.

“Não fique muito tempo parado. Olhe para os lados, observe as pessoas que estão por perto, veja se tem alguém na esquina. Nesses tipos de roubos, os criminosos costumam estar em motos, pois facilita a fuga, então preste atenção nisso também”, completa o supervisor.

*Fonte: Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP). Números divulgados trimestralmente no site da SSP/SC (portal.ssp.sc.gov.br/sspestatisticas.html).

Confira abaixo outras dicas de segurança:


Segurança para casas e apartamentos


- Roubos a residências costumam ocorrer nos horários das 7 às 9 horas e das 18 às 20 horas;

- Mantenha portas e portões trancados, evitando esconder chaves embaixo de tapetes ou dentro de vasos de plantas;

- Instale grades sólidas em janelas e basculantes;

- Peça aos vizinhos que entrem em contato caso notem alguma movimentação suspeita quando não há ninguém em casa;

- Cheque o uniforme e os crachás de carteiros, leitores de hidrômetro, entregadores de gás, funcionários de companhias de telefone e energia elétrica, entre outros. Em caso de dúvida, confirme por telefone com a empresa;

- No caso dos apartamentos, as normas de segurança devem ser seguidas por todos os moradores do prédio;

- Pesquisar a vida e buscar referências antes de contratar funcionários para os apartamentos ou para o próprio edifício;

- Ao atender desconhecidos, o porteiro deve manter as portas e portões fechados até que a pessoa seja liberada por algum morador;

- Ao receber prestadores de serviços, é necessário identificá-lo e anotar os dados de seus documentos;

- A guarita deve ser recuada do portão com grades altas ao redor do prédio e o portão da garagem deve ser controlado pela portaria.

Segurança para estabelecimentos comerciais

- Instalar janelas laterais em edificações de esquina. Os vidros eliminam os pontos cegos naturais do prédio;

- Não encobrir as janelas com mercadorias ou propagandas, pois elas melhoram a visibilidade e aumentam a vigilância natural;

- Situar o caixa no fundo do estabelecimento (de preferência sendo possível avistá-lo da porta de entrada) ou numa das laterais, sempre de costas para a parede. Se o caixa tiver que ser na entrada, colocá-lo nas laterais, também de costas para a parede e não muito próximo da porta ou que seja protegido por uma porta de vidro;

- Evitar cercar o funcionário do caixa com mercadorias ou propaganda que o cubram até acima da cabeça. Ele não deve ficar com a visão limitada.

Texto: Nazario & Bortot Comunicação

GALERIA DE FOTOS