Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Friday, 14 de March de 2014

Claudeir Policarpi

Novo cemitério para a Grande Santa Luzia

O vereador Paulo Ferrarezi (PMDB), fez aprovar no dia 25 de fevereiro, requerimento pedindo informações ao Chefe do Executivo acerca da existência de encaminhamento ou estudo para aquisição de uma área de terra para implantação de um novo cemitério na grande Santa Luzia. Ele disse que é uma necessidade dos moradores da região, pois o cemitério do Bairro Santa Luzia não conta com gavetas para aquisição e todos os dias familiares procuram espaço para a construção de capelas ou túmulos. Um terreno na região estaria sendo negociado. O requerimento será analisado pelo prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo (PP). Parabéns vereador pela sensibilidade! 

Mau cheiro na Santa Luzia

Os moradores da Grande Santa Luzia continuam sofrendo com o mau cheiro quem vem da Estação de Tratamento de Esgoto da Casan, localizada próxima a Unesc, às margens do Anel Viário. Em 2011, quando houve a primeira reclamação do problema, o superintendente Regional de Negócios da Casan, Vilmar Bonetti disse que o problema era temporário. Em outubro de 2013, a Comissão de Obras da Câmara composta pelos vereadores José Paulo Ferrarezi (PMDB), Tita Beloli (PMDB), Camila do Nascimento (PSD) e Daniel Freitas (PP), esteve na CASAN e questionou mais uma vez Bonetti. Na oportunidade ele disse que seriam instalados biofiltros e realizada a cobertura da estrutura, assim o problema estaria resolvido até o dia 14 de janeiro de 2014. Estamos em 14 de março e até agora continua tudo como antes.

Conversei com o vereador Paulo Ferrarezi (PMDB), para saber se a Comissão de Obras da Câmara de Criciúma estava acompanhando as obras no local, e ele me garantiu que sim. Inclusive tinha tido uma conversa com o superintendente Regional da Casan, Vilmar Bonetti e o mesmo disse que as obras estariam prontas em no máximo dez dias, ou seja, até o dia 24 de março. Esperamos que desta vez o prazo seja cumprido! 

Coleta de lixo

Em partes da Santa Luzia está assim – a coleta de lixo é realizada até algum funcionário da JC Lopes dizer que está doente, sempre por volta das 23h. Fato que está se tornando corriqueiro, principalmente nos sábados. No dia 15 de janeiro, liguei para o gerente de operação da empresa responsável, Mizael Gomes e fui informado sobre o problema mencionado. Ele me disse que outro fator que contribui para tal situação é a falta de mão de obra. Bom, vamos lá. Com todo respeito, isso não é PROBLEMA DO CONTRIBUINTE! Se a JC Lopes não tem competência para cumprir sua responsabilidade ao vencer uma licitação, que não se habilite! Informado sobre o ocorrido, o presidente da Famcri, Gelson Hercilio Fernandes, disse: “Tens total razão em sua reclamação, a tal Empresa envolvida está com problemas e estivemos até notificando a mesma para cumprir com as obrigações do contrato e a partir de agora vamos ter uma pessoa na rua e outra aqui no sistema diretamente acompanhando essas rotas e o devido serviço se está sendo executado”. A partir de agora, esperamos que a situação se normalize.

Avenida Universitária

Moradores e empresários da Grande Santa Luzia estão se mobilizando para uma grande reunião com agentes políticos da região, a fim de solicitar a revitalização da segunda parte da Avenida Universitária, trecho entre o Bairro São Sebastião e Mãe Luzia. A via liga Criciúma a diversos municípios do Extremo Sul Catarinense e milhares de veículos trafegam todos os dias pelo local. Esse ano será de eleição e quem quiser o nosso voto, terá que se comprometer com o desenvolvimento da localidade. 

Situação de abandono

O ilustre morador do Rio Maina e proprietário da empresa Burn web.studio, Rene Ferreira, postou no Facebook a situação da calçada na Rua Antônio Ronsani, (área central do bairro), próxima ao colégio onde as crianças transitam diariamente. Ele diz: “Há mais de seis meses sem manutenção e cuidado. Quando vem à tona as manifestações de emancipação, alguém lá no Paço Brada: - Quem ama não separa. Mas, quem ama, também cuida... Já dizia o poeta”. Aliás, a situação de abandono e descuido por parte do Poder Público Municipal, é visível por diversos bairros do distrito de Rio Maina. Pergunta: As subprefeituras estão funcionando? 

GALERIA DE FOTOS